Relato Sincero de Quem Colocou Silicone – Parte 1

Role Aqui

Orientações Gerais

Contexto

Você já sentiu que estava faltando algo em você? Você ficava desconfortável com seu corpo, não sabia onde por os braços, se mantinha numa postura de ombros baixos em lugares públicos? Deixava de falar com firmeza porque algo, lá no fundo, ficava te dizendo que ninguém ali estava te levando a sério?

Pois bem, eu já. E vou contar da forma mais franca possível como foi a minha experiencia colocando implantes mamários.

 

Warning: Esse é um assunto muito delicado, então senta que lá vem história.

A relação que temos com a nossa aparência é influenciada por diversos fatores na nossa vida. Que cultura estamos inseridos, que valores aprendemos e replicamos, o nível de consciência corporal que temos de nós mesmo, status social, status financeiro, ambições de vida, traumas e tudo que faz nós sermos como somos.

Não existe certo e errado quanto a aparência, não existe certo ou errado em como nos apresentamos fisicamente. Ter liberdade quanto ao seu corpo é um dever, é um direito. Ele é a casa da sua consciência, é o que transforma o seu pensamento em algo tátil. Você pensa, seu corpo faz e isso é o que te faz ser uma pessoa.

A decisão de fazer uma cirurgia plástica veio para mim no começo adolescência. Quando comecei a ter consciência de como a figura física de alguém determinava praticamente tudo no convívio social. E ali, como em todo adolescente, as inseguranças começaram.

Sempre tenha em mente, todos os relatos são só para você ter uma visão multilateral do processo. Cada pessoa reage de um jeito, o que foi tranquilo pra uma as vezes foi horrível para outra. Cada corpo é um corpo, cada cirurgia é uma cirurgia. As variáveis vão desde pré disposições genéticas até o humor que o médico acordou no dia.

Ser inseguro consigo mesmo é algo extremamente humano. Vivemos em uma estrutura social que só prosperou porque vivemos em grupo, se importar com o que “os outros” pensam é uma ferramenta eficaz na vida em sociedade. A insegurança te faz pensar em tomar atitudes que possam colocar o grupo em risco ou fazer mal para outros indivíduos, manter a mesma linguagem física ao nos relacionarmos dentro dessa sociedade. É algo puramente instintivo.

Porém, isso tem lados ruins, e neles moram a ansiedade social, a depressão, a perda de oportunidades por falta de confiança em nós mesmo, a vergonha, o isolamento e tantos outros problemas que fazem os consultórios dos psicólogos fiquem cheios.

A Decisão

Na minhas listinha mental adolescente de coisas que eu queria fazer na vida estava lá: Colocar silicone antes dos 25. Pra ser mais exata, colocar silicone aos 22.

Obvio que quando cheguei aos 22 descobri que a vida não era uma mar de rosas e terminar a faculdade não é garantia nenhuma de um super emprego com um salario extravagante. Então guardei esse desejo no porão da minha cabeça. Que nem quando você quer aquela “brusinha” mas não tem dinheiro para comprar nem sabe exatamente onde você vai usar, e tem outras prioridades na lista de compras.

Aos 25, muita coisa na minha vida tinha mudado. Isso fez com que desse para tirar o pó daquela ideia do silicone. Fazendo com que eu tivesse uma auto-analise muito profunda. A pessoa que eu era quando tinha 16 não é mais a mesma. Será que essa pessoa ainda quer isso? Depois de todo o amadurecimento que eu tive, depois de aprender que aparência não é tudo em uma pessoa, que não é porque você é mulher que você deve estar bonita o tempo todo. Colocar silicone me soou fútil, vazio, mesquinho. Eu queria provar para mim mesma que eu era segura de mim, que eu não iria me curvar as exigências estéticas da nossa sociedade machista!

Aquilo era um paradoxo dentro de mim, colocou minhas crenças em cheque. Eu era uma pessoa fútil? Eu era uma feminista hipócrita? Essas perguntas estavam me consumindo e eis então que tive uma epifania:

Eu queria aquilo não para agradar ninguém, eu queria aquilo porque eu achava peitos grandes lindos! Eu queria ter aquilo em mim, o formato farto, a silhueta delicada e ao mesmo tempo poderosa. Eu queria sair do meu casulo, queria olhar no espelho e me achar incrível!

Tendo isso resolvido e todos os setores da minha consciência finalmente entrarem em acordo eu comecei a arquitetar o meu plano em busca dos peitos perfeitos.

Começando a Jornada

Passo 1: Busque informação

Você pensa, implante de prótese mamaria é uma das cirurgias estéticas mais feitas no Brasil. O Brasil é referencia em cirurgias plásticas, vai ser fácil achar informações! Não, não vai.

Existem milhares de sites que falam sobre o que são as próteses e como é feita a cirurgia, explicações bem técnicas. Existem pessoas aos montes dando seus relatos. Existem fotos no Google bem tensas que vão te deixar assustada. Mas e ai? Em qual médico eu vou? em qual médico eu posso confiar? Que prótese é boa para mim? Se eu colocar 300ml vai ser de mais? Minha amiga colocou 450ml e se arrependeu, Eu posso me arrepender? Eu posso ter alguma complicação?? Eu posso morrer???? Qual é o sentido da vida???!!!!!!

Pois bem, para ter o pacote full dessa experiencia só passando, infelizmente para muitas dessas perguntas a resposta é essa. Por isso a busca de informações é tão precária.

A saúde do seu corpo é o que molda a sua qualidade de vida é a sua existência! Só você pode tomar a decisão do que fazer e como cuidar dela. Então pense, qual é o valor em dinheiro de estar com as pessoas que você ama, de fazer o que você mais gosta e literalmente, de viver?

Comecei a participar de grupos no Facebook, é algo que eu recomendo. Entrar em contato com pessoas que passaram por essa experiencia é muito importante. Você consegue um relato mais real do que é a dor, de como foi a relação com o médico, do que deu errado e porque, relatos pós e relatos pré cirurgia. E vários antes e depois, que podem ajudar a ver o que você gosta ou não no resultado. Não vou citar os grupos dos quais eu participei pois todos estão registrados como secretos, por questões de privacidade dos participantes. Mas se você digitar “Silicone” na busca do Facebook vão aparecer várias sugestões.

Sempre tenha em mente, todos os relatos são só para você ter uma visão multilateral do processo. Cada pessoa reage de um jeito, o que foi tranquilo pra uma as vezes foi horrível para outra. Cada corpo é um corpo, cada cirurgia é uma cirurgia. As variáveis vão desde pré disposições genéticas até o humor que o médico acordou no dia.

Passo 2: Aprenda Sobre o Procedimento

É uma cirurgia simples? Sim. Mas lembre-se: Ainda é uma cirurgia. Dizer que foi um furacão pequeno não anula a capacidade destrutiva do mesmo.

Em resumo é assim:

  • Colocação: Você pode colocar a prótese de varias formas, pela aurela, pela axila e da forma mais comum, com uma incisão em baixo da mama. Você pode colocar a prótese abaixo das glândulas mamarias abaixo do músculo ou então usando a técnica Dual Plane (coloca parte da prótese em baixo do músculo e parte em cima apenas das glândulas mamarias. Se você quiser uma especificação mais completa sobre o procedimento é só clicar no link.
  • Prótese: Os chamados perfis das próteses representam a projeção de cada uma. Quando maior o seu perfil mair a projeção que a prótese vai ter para a frente. Quanto menor o perfil maior o diâmetro da prótese e menor a projeção dela. A anatômica o nome já diz, ela tem um formato de gota que tem intenção de deixar o mais próximo da anatomia natural do peito possível.
  • Tamanhos: Dentre todos esses tipos de prótese os tamanhos são variados. E cada combinação de tipo de prótese e tamanho de prótese somados com a anatomia da pessoa vão dar um resultado diferente. uma prótese de perfil alto de 450ml vai ser a bem diferente em uma pessoa de 1,50 a uma pessoa de 1,80.
  • Marcas: As marcas aprovadas pela ANVISA são:
DETENTOR_REGISTRO_CADASTRO NOME_FABRICANTE VALIDADE_REGISTRO_CADASTRO
     
JOHNSON  & JOHNSON DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS PARA SAÚDE LTDA MENTOR 28/02/2026
MANDALA BRASIL IMPORTAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTO MÉDICO HOSPITALAR LTDA Groupe SEBBIN SAS 10/8/2025
JOHNSON  & JOHNSON DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS PARA SAÚDE LTDA MENTOR MEDICAL SYSTEMS BV 28/03/2026
SILIMED – INDÚSTRIA DE IMPLANTES LTDA   11/1/2025
eurosilicone brasil importação e exportação ltda – epp EUROSILICONE S.A.S 6/10/2024
ESTABLISHMENT LABS BRASIL PRODUTOS PARA SAUDE LTDA ESTABLISHMENT LABS S. A. 3/7/2027
SILIMED – INDÚSTRIA DE IMPLANTES LTDA   1/3/2028
ESTABLISHMENT LABS BRASIL PRODUTOS PARA SAUDE LTDA ESTABLISHMENT LABS S. A. 12/3/2028
JOHNSON  & JOHNSON DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS PARA SAÚDE LTDA MENTOR MEDICAL SYSTEMS BV 30/03/2025
MANDALA BRASIL IMPORTAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTO MÉDICO HOSPITALAR LTDA Groupe SEBBIN SAS 6/7/2025
eurosilicone brasil importação e exportação ltda – epp BIOSIL LTD 27/06/2026
VGBRAS – IMPORTAÇÃO E COMÉRCIO LTDA Groupe SEBBIN SAS 13/06/2026
eurosilicone brasil importação e exportação ltda – epp EUROSILICONE S.A.S 6/10/2024
ESTABLISHMENT LABS BRASIL PRODUTOS PARA SAUDE LTDA ESTABLISHMENT LABS S. A. 27/03/2027
JOHNSON  & JOHNSON DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS PARA SAÚDE LTDA MENTOR MEDICAL SYSTEMS BV 22/02/2026
eurosilicone brasil importação e exportação ltda – epp BIOSIL LTD 13/08/2028
MEDICONE PROJETOS E SOLUÇÕES PARA A INDÚSTRIA E A SAÚDE LTDA   4/12/2027

(Essa informação foi tirada da tabela fornecida pelo Portal da Anvisa nesse link. As marcas que não possuíam data de validade no registro cadastrado não foram incluídas na tabela acima)

Passo 3: Encontre Um Bom Cirurgião

Senta aqui amiga, e vamos conversar. Nunca, nunca na vida faça uma cirurgia ou qualquer procedimento com alguém que não seja cadastrado no Conselho Regional de Medicina (CRM). Você pode consultar qualquer médico de qualquer lugar do país AQUIVale o mesmo para os cirurgiões plásticos cadastrados na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que você consulta AQUI.

-“Mas a minha prima fez a cirurgia com o Dr.Fulaninho que fez no próprio consultório, pagou baratinho e ficou ótimo. Super de confiança”.  Toda vez que você proferir uma frase parecida como essa, ou ouvir de alguém e levar em consideração, dê uma boa olhada no espelho e se pergunte: Quanto vale a minha vida?

A saúde do seu corpo é o que molda a sua qualidade de vida é a sua existência! Só você pode tomar a decisão do que fazer e como cuidar dela. Então pense, qual é o valor em dinheiro de estar com as pessoas que você ama, de fazer o que você mais gosta e literalmente, de viver?

 É algo que nenhum dinheiro no mundo pagaria, não é mesmo? Quando mensuramos riscos estamos lidando com estatísticas, então quanto mais você conseguir diminuir as chances de algo dar errado, melhor para no final dar tudo certo. 

Por isso, o profissional que você deve escolher deve ser alguém que no mínimo seja qualificado para realizar esse trabalho. Procure alguém que seja atencioso, detalhista, que você se sinta a vontade, que trate você com respeito e não só como mais uma paciente. Se tiver qualquer detalhe que te incomode, agradeça, termine a consulta mas procure outro. Afinal, você tem todo o direito de procurar outra pessoa. Não é porque você fez uma consulta que você é obrigada a fechar com esse médico. Marque quantas consultas você achar necessário, a primeira consulta é sempre gratuita então não fique com medo de perder tampo e dinheiro conhecendo os cirurgiões. Tenha sempre opções para comparação, cada profissional é diferente, cada um prefere uma técnica e vem de escolas diversas então vai ter sempre um que esteja de acordo com os seus critérios. 

Normalmente mesmo na primeira consulta o consultório já fornece as guias de exames necessários e folhetos das clinicas, isso é só uma forma de adiantar o processo e facilitar a vida do médico. Não se sinta pressionada a retornar nesse médico, é apenas um procedimento padrão seguido pela maioria. Use isso em sua vantagem para pegar mais informações sobre o procedimento dessa forma você já chega mais preparada para futuras consultas, dessa forma fica muito mais fácil de elaborar perguntas para o médico ao invés de cair de paraquedas no consultório. 

Passo 4: Encontre Um Bom Hospital

Normalmente o próprio médico irá indicar os locais que ele realiza cirurgias. Na primeira consulta já é passado os folders dos centros médicos para que você possa entrar em contato e conhecer pessoalmente.  

É muito importante sempre verificar a estrutura do Centro Cirúrgico. Certifique se existe uma UTI dentro do centro. Pois havendo qualquer complicação é necessário que o atendimento seja rápido, em casos de parada cardíaca ou respiratória aguardar ser transferida para um hospital pode ser fatal. Procure sobre notícias relacionadas ao Centro Cirúrgico, se houve casos de complicações devido a infecções hospitalares ou até mesmo óbitos. Em relação a escolha do local todo detalhe importa, preste atenção na conservação do prédio, no cuidado com a limpeza dos ambientes, no descarte do lixo hospitalar, na receptividade do corpo de funcionários e em todos os detalhes possíveis. Tenha certeza que você se sente 100% segura no local pois você irá passar um dia inteiro, debilitada e dependendo da ajuda e cuidado da equipe do local.

Vale também perguntar para o próprio médico qual o local que ele tem preferência em realizar as cirurgias. Isso garante que o médico também se sinta a vontade na hora da operação.

Passo 5: Guarde Dinheiro

(Todas as informações a seguir levam em consideração que o plano de saúde cobrirá as despesas de consultas e exames, consulte o seu plano sobre quais exames e atendimentos eles cobrem.) 

Já esteja avisada, colocar silicone sai caro! E tentar economizar pode sair mais caro ainda. Infelizmente não existe receita mágica, se você quer um atendimento digno ao que você merece você vai ter que abrir o bolso. Ao contrario, você pode cair facilmente no erro de economizar em coisas vitais para uma cirurgia segura. Se você ainda não juntou o dinheiro necessário, espere! Decisões impulsivas podem levar a consequências desastrosas.  

Cada clinica vai ter um tipo de orçamento diferente, vai oferecer produtos diferentes e condições de pagamento diferente. A dica crucial é:

  • Evitar Parcelar
  • Ter uma reserva com uma margem para emergências ou eventualidades
  • Pedir o detalhamento dos valores do médico e do hospital
  • Pedir Nota Fiscal

Como dinheiro é sempre tabu, é muito difícil ter a informação exata de quanto você vai gastar num total, você acaba tendo que fazer uma média das despesas, arrendondar para cima e juntar um pouco mais para ter mais uma segurança. E por que isso? 

As despesas não são centralizadas no médico. Você vai ter despesas que são referentes ao médico, despesas que são referentes ao hospital e despesas que são referentes ao pós operatório. Podemos organiza-las da seguinte forma:

Despesas Vinculadas a Clínica
  • O Médico
  • O Instrumentador
  • A Meia de Compressão 
  • Sutiã Cirúrgico 
  • A Empresa da Prótese

A meia de compressão e o sutiã cirúrgico podem ser comprados em lojas especializadas em produtos hospitalares, porém, muitas vezes o médico faz a revenda desses produtos por uma valor mais baixo aos das lojas por ter convenio com fornecedores ou comprar em grandes quantidades). 

Quanto a empresa da prótese, o consultório vai fornecer o contato do qual você deve contatar e realizar o pedido e pagamento diretamente com a empresa da prótese.

Despesas Vinculadas ao Hospital
  • O Leito
  • O Cardiologista*
  • O Anestesista

Você deve fazer uma consulta dias antes da cirurgia com o cardiologista e com o anestesista, estes irão dar a liberação para a cirurgia ser realizada. 

Despesas Vinculadas ao Pós-Operatório
  • Pomada para cicatrização
  • Anti-Inflamatório (ibuprofeno)
  • Remédio para dor (Tandrilax)
  • Seções de drenagem linfática*

* Não tenho certeza se é obrigatório, porém eu achei que seria importante e incluí esses serviços quando fiz a minha cirurgia

Conclusão

Lembre-se, tenha certeza que você está pronta para passar por esse procedimento, ele pode mudar a sua vida para pior ou para melhor. Por isso é sempre bom ter na manga todas as cartas possíveis para minimizar ao máximos as chances de algo dar errado. É uma passo importante e deve ser tomado com maturidade e seriedade.

Não siga tendencias de moda, não siga outras pessoas dizendo que você deve ou não fazer. Siga o que VOCÊ quer. Não deixe ninguém (além do médico) dizer que tamanho de prótese você deve colocar ou como acham que ficará melhor para você. Essa é uma decisão sua! Em relação a questão financeira, bancar a sua própria cirurgia é um ponto  muito importante. É o seu corpo e ninguém deve se sentir dono dele. Pode demorar mais, você pode ter que abrir mão de alguns confortos para isso. Mas não deixe ninguém patrocinar o seu sonho, pois quem financia sempre espera um lucro em retorno! 


Continua…

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *